Vendedores gostam de vendas externas por que é uma função que tem liberdade. Você acorda a hora que quer, trabalha quando quer, com o cliente que você quiser atender. Seria muito bom se fosse verdadeiro. “Ah, mas eu conheço um vendedor assim”, você pode estar se questionando. Eu também conheço, a maioria por sinal, mas estão todos andando em cima da afiada linha da mediocridade. Pequenos esforços levam a pequenos e decrescentes resultados.

Um destes vendedores de pouca “altitude” que conheço trabalha em vendas por que valoriza esta suposta liberdade. “Se me colocarem coleira, eu salto”, costuma dizer, orgulhoso, apesar do pouco que conquistou. Saltou tanto que não tem mais para onde ir. Fim de linha. Com uma imagem de mercado desgastada, é motivo de repulsa e piada entre os gerentes comerciais. Interessante ver que ele não admite receber nenhuma orientação de gestão e o resultado abaixo da linha do compreensível demonstra que o seu jeito “livre, leve e solto” de fazer vendas só faz ventania e gritaria.

Formigas andando em equipe

Por outro lado, é bonito de se ver velhos com novas cabeças e jovens com cabeça fresca, ressignificando as vendas, criando novas maneiras de se relacionar, quebrando velhos hábitos que ninguém entendia como ainda estavam sendo mantidos. “Aqui nesta cidade só tem espaço para um PDV” (=eu sou preguiçoso e acomodado para procurar mais PDVs); “Não adianta pressionar o cliente que ele não vai comprar mais, pois a nossa marca ele entende que é para determinadas ocasiões” (=nem eu sei bem para que é esta marca. Se o cliente diz é por que é verdade); “não está vendendo por que o mostruário não agradou” (= mostrei para o cliente que mais me compra e ele me disse isso. Acreditei, já que não tenho opinião e personalidade para defender a proposta e contrariá-lo);  e a mais famosa e ouvida hoje em dia: “nossa coleção está cara” (= eu não sei vender. Só se me comprarem).

Continuo desafiando a me mostrarem uma mulher, no caso de calçado feminino, que tenha comprado um sapato somente por que estava com preço baixo. A cor era horrível, o material ela não suporta usar, o modelo dos mais desatualizados, a marca é muito duvidosa, o salto ela não gosta, mas estava com preço baixo e ela acabou comprando. Isso é comprar só por preço, onde o resto nada importa e isso eu não encontrei ainda. Mas muitos vendedores encontraram, pois, quando questionados sobre o preço, paralisam, não defendem a modelagem, os materiais, as cores e a marca.

Corrente

Isso se explica na medida em que se encontra um grande volume vendedores que não estudam, não se preparam, acham que planejamento é uma espécie de coleira. Eles entendem que ligações do gerente são para controle, acreditam que ideias são boas para os outros e não para ele. Thomas Edison, famoso pela sua inabalável persistência, disse: “Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez”. Sinto pena de ver quantos vendedores já desistiram do sucesso em vendas, já que, de tanto assumir que não batem metas, que não ganham suficiente para uma vida próspera, ficam condicionados a fazer o mesmo pacote básico que os leva cada vez mais para a ala dos “coitados incompreendidos de baixo resultado”.

Mas o bom é que tudo tem volta e pode ser ajustado. Um passo por vez, 1% melhor a cada dia, todo dia. Constância nisso, e você irá mudar o que quiser em você. E sua vida responderá a altura. Duplique o esforço e veja os resultados se multiplicarem. Muhammad Ali, na sua sabedoria dos guetos, finaliza com um cruzado no queixo, dizendo: “Eu odiava cada minuto dos treinos, mas dizia para mim mesmo: Não desista! Sofra agora e viva o resto de sua vida como um campeão”. Nada mais precisa ser dito!

 

Até o próximo post, saúde, bons negócios e excelentes vendas

 

Gustavo Campos

Coach comercial e Publisher do Pensador Mercadológico

www.pensadormercadologico.com.br

 

 

DICA DE CURSO SOBRE MINDSET VENCEDOR:

Se você quiser entender um pouco mais sobre mindset vencedor, se questionar, praticar novos desafios que poderão lhe colocar nos trilhos das vitórias certas, examine o curso “Um novo mindset para se dar bem em vendas”, do coach de alta performance Gustavo Campos. Totalmente online, com 12 módulos, você será apresentado a esta nova maneira de pensar vendas e a profissão do vendedor. Saiba mais clicando neste link: https://lnkd.in/emMarYv

 

DICA DE DOWNLOAD: AGENDA SEMANAL DE VENDAS

Se você ainda não possui a sua cópia da agenda semanal de vendas, baixe já o seu modelo e  comece a testar por conta própria uma metodologia que une ferramentas e técnicas que irão acelerar seus resultados. Acesse www.ressignificandovendas.com.br/agendadevendas . Deixe o seu e-mail e receba na hora a cópia da agenda semanal. No seu e-mail, você receberá ainda 3 videoaulas gratuitas de como usar a agenda. Sem custo, só o seu esforço!

 

Gustavo Campos, administrador por formação, empreendedor por natureza. Muito estudioso, leitor voraz, odeia falar ao telefone. Gosta de tecnologia, apesar de se incomodar em pagar mais caro por ser um dos primeiros a comprar algo. Geek por estilo de vida, sempre está conectado, não sabendo o que seria de sua vida sem notebook, smartphones, tablets, Moleskine e uma boa conexão Wi-Fi com a Internet. Ambicioso, não alcançou ainda nem o início do que quer desta vida. Professor apaixonado pela vida, dono do Max e da Pink, o casal de Yorkshires mais famosos da cidade.

Quer receber os textos por e-mail? Na página principal, nos informe seu e-mail e receba as idéias e provocações dos pensadores mercadológicos.

 

Post originalmente publicado no Jornal Exclusivo de 24/07/2017

 

Link da Foto das formigas: http://pt.freeimages.com/photo/ants-team-1169260

 

Link da foto das correntes: http://www.freeimages.com/photo/chains-1220829

Post to Twitter